Últimas Notícias:

X-Men: Fênix Negra é a conclusão vergonhosa de uma boa franquia


"X-Men: Primeira Classe" (2011), o reboot do universo dos mutantes criados por Stan Lee e Jack Kirby foi uma das melhores coisas que a Fox tinha feito no cinema. O diretor Matthew Vaughn abraçou a jovialidade , as cores das páginas da Marvel e um roteiro bem escrito e jogou nas telas. A ideia era promissora e foi um sucesso aclamado pelo público e pela crítica, depois veio "Dias de Um Futuro Esquecido" (2014) que uniu as duas gerações e, novamente, deixou mais promessas de abraçar de vez o colorido dos quadrinhos. Vaughn, infelizmente, saiu do projeto e Bryan Singer diretor dos dois primeiros filmes da trilogia original, voltou ao universo mutante e deu uma bela despedida ao elenco original.



As promessas foram quebradas em "Apocalipse" (2016) e, percebendo que já era tarde demais, resolveram inserir no final do filme uma cena em que os mutantes aparecem vestidos com uniformes que lembram muito o desenho dos anos 90. A mensagem no final dessa cena era de que o próximo filme seria mais fiel aos quadrinhos e ao desenho noventista. Singer dirigiu o longa e saiu da franquia para poder comandar a cinebiografia de Freddie Mercury.


Eis que chegamos à "X-Men: Fênix Negra" (2019) , o longa é o final vergonhoso de uma nova franquia que tinha tudo para honrar o material de origem. A trilogia original, ao menos, foi fiel ao que se propunha, mesmo com a troca de diretor no último filme ( X-Men 3 : O Confronto Final dirigido por Brett Ratner). Esqueçam a cronologia, algo que nunca foi o forte dos mutantes no cinema, a frase que reina na nova franquia é a completa "falta de continuidade". Os personagens beberam a água da fonte da juventude.



Nos filmes ( e cito somente eles), é dito que a personagem Mística tem a capacidade de envelhecer mais devagar graças ao seu poder mutante, ela muda de forma. Os quatro filmes da nova franquia são ambientados em 63,73,83 e 92, porém, não vemos o resultado da passagem de tempo nos rostos dos personagens. Estamos no quarto filme e Hank, Magneto e Xavier ( além da Mística esses três personagens aparecem nos quatro filmes ) tem a mesma aparência do primeiro longa de 2011. A Fox comeu o orçamento do departamento de maquiagem ? E, sinceramente, fica realmente difícil imaginar que os personagens de James McAvoy ( Xavier ) e Michael Fassbender ( Magneto ) envelheceriam tão rápido em um espaço de oito anos a ponto de se tornar os personagens interpretados por Patrick Stewart e Ian McKellen no filme de 2000.


Não houve o mesmo cuidado com a continuidade desses filmes como houve com a trilogia original. Embora eu considere os filmes de 2011 e 2014 os melhores dessa nova leva, eles empalidecem um pouco ( pouco, mesmo) quando são comparados com o profissionalismo e a qualidade da trilogia dos anos 2000. "Fênix Negra" é dirigido desastrosamente por Simon Kinberg ( roteirista dos filmes dos mutantes desde "X-Men: O Confronto Final" de 2006 ) e, para ser justo, foi gravado durante a confusão da compra da Fox pela Disney e, isso, está refletido nas telas.

Vejam , por exemplo, como James McAvoy ( Charles Xavier) aparece ao longo da projeção, graças as refilmagens o corpo do ator parece crescer e diminuir. Explico, McAvoy havia terminado as gravações de "Fênix Negra" e começado a preparação para viver o vilão do filme "Vidro" de M. Night Shyamalan . Seu personagem nesse filme exigia que o ator estivesse musculoso, alguns meses depois, o ator já tinha conseguido o corpo ideal para começar o novo trabalho mas, a Fox o chamou para refilmar algumas cenas em "Fênix Negra". O resultado é aquele na tela...



Jennifer Lawrence, a Mística dos filmes, é um caso tão ridículo, que não merece ser comentado a fundo, basicamente a atriz não queria mais fazer os filmes dos X-men e pediu para que matassem a sua personagem. É ridículo pq ? A nova franquia é tão centrada na Mística como o Wolverine foi na trilogia original. Foram tantos problemas de bastidores que "Fênix Negra" os incorporou e se tornou essa "coisa" ruim. O roteiro é tão preguiçoso que Kinberg parece refilmar "X-Men: O Confronto Final" de 2006 só que de uma maneira bem pior, o figurino do filme é idêntico ao figurino usado pelos personagens em sua PIOR fase nos quadrinhos. Será que foi proposital ?


No final, fica um misto de decepção e tristeza. Decepção pq "Fênix Negra" é a conclusão de uma franquia que merecia uma atenção maior do estúdio, os mutantes são os personagens mais famosos da Marvel e tem mais de 50 anos de boas histórias nas hqs. Tristeza pq , ao longo dos anos, a franquia reuniu um elenco talentosíssimo que foi responsável direto pelo sucesso dos filmes, além de manter uma certa qualidade artística. E mal posso acreditar que NENHUM deles será aproveitado nos filmes do universo Marvel. Nessas horas revejo aquele adolescente nerd que cresceu lendo as histórias da "Casa das Idéias" e que sonhava com seu multiverso fantástico no cinema, ele diz : " Quem sabe eles façam um multiverso e esse elenco volte? ". Nessa mesma hora o adulto* chega e sussurra em seu ouvido : " Não sonha! it's just business !

*Sim, nesse realidade eu devo ter me tornado um coach tão ruim quanto os executivos da Fox que não entenderam o material que tinham em mãos...


Share on Google Plus

Sobre o Autor 1º TAKE

O 1º TAKE é um espaço criado para dividir com os leitores assuntos interessantes sobre música,séries, cinema, teatro e arte em geral. Blog editado pelo louco Walther Jr. ,um espectador apaixonado por cinema,teatro,música,cerveja, vinho,pizza,pão na chapa,churrasco,lasanha,empada,pão de queijo... Ou seja,sou normal como todo mundo, não esperem nada profissional por aqui. Forte abraço e um viva a sétima arte.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário