Putin | Emissora americana já esperava receber críticas por documentário



A Showtime estreou o documentário de Oliver Stone entrevistando Vladmir Putin, presidente da Rússia, na última segunda-feira (12) e já esperava a chuva de críticas por parte dos espectadores. Em entrevista a Variety, Vinnie Malhotra, diretora de programação documental da rede, explicou a situação.
Estou entusiasmada com isso”, iniciou. “Eu acho que essa é a razão pela qual nós fazemos isso. Você não pode fazer um documentário de quatro horas sobre um dos homens mais provocadores do mundo e não ser criticado”, completou.
Vinnie ainda defende a ideia de Stone com o vídeo. “Você não pode fazer um projeto Oliver Stone e não ser criticado. Ele se aproximou com uma idéia: ‘Se [Putin] é o grande inimigo dos Estados Unidos, então acho que devemos sair e descobrir quem ele é”, explicou.
Há cerca de três anos, Stone anunciou pela primeira vez que estava trabalhando no projeto sobre Putin. Em recente entrevista à Sidney Morning Herald, ele confirmou que o filme será lançado “em breve”, embora ainda não haja data de estreia oficial.
Nos últimos dois anos, Putin foi entrevistado quatro vezes pelo cineasta. “Não é um documentário, é mais uma sessão de perguntas e respostas”, disse Stone à publicação.
O Sr. Putin é um dos mais importantes líderes políticos do mundo. E desde que os Estados Unidos o declararam um inimigo – um grande inimigo -, acho que é muito importante que a gente ouça o que ele tem a a dizer. O filme traz um ponto de vista que nós, americanos, não ouvimos. Ele fala de modo muito objetivo”.
No ano passado, Stone produziu um documentário sobre conflito entre Ucrânia e Rússia (Ukraine On Fire) que foi acusado de ser pró-Rússia. Mais informações do filme sobre Putin devem ser divulgadas em breve.

Postar um comentário

0 Comentários